north_korea_hacking-300x169
Coréia do Norte pode estar usando ataques cibernéticos para roubar bancos
agosto 25, 2016
syria1-jumbo-300x196
As caóticas 48 horas da batalha por Aleppo na Síria
agosto 27, 2016

3 razões para ficar viciado em Mr. Robot

mr-robot-poster

  Já fazia muito tempo que um seriado de TV novo não me deixava obcecado e ansioso pelo próximo episodio. Até seriados incríveis que já tiveram esse efeito, como Game of Thrones, já não causavam essa sensação de urgência, essa vontade de que os dias entre uma exibição e outra passem logo.

Até que finalmente eu decidi assistir um episodio de Mr.Robot.  Seguem 3 razões para acompanhar essa história. Sem spoiler ou querer estragar a surpresa positiva que essa serie foi pra mim.

Mr.-Robot-poster

Os roteiristas são impressionantes.

A narração em primeira pessoa do protagonista, suas opiniões sobre o comportamento dos humanos a sua volta, cultura pop e mídia social é afiada e apesar de ser algo que você já viu antes, é autentico e real. Os clichés habituais e ridículos normalmente associados aos hackers não só são inexistentes, como são alvo de meta-humor. Elliot é antissocial, distante, e seria considerado um nerd, mas ele é um personagem tridimensional que tem motivos e falhas que definem como e por que ele é a pessoa que é.

O seriado também inova como vemos crimes cibernéticos em comparação a filmes exagerado e programas de TV dos passado.  Hackear não é mostrado como um processo envolvendo gráficos 3D de tuneis, paredes, corredores com bips e clicks. É um processo de códigos complexos e interações humanas muito parecidas com golpes de estelionato.

Senhor Robô é informativo: Dicas de segurança online, como “mantenha sua webcam coberta” ou “Não teste pendrives achados no seu PC ou notebook” estão espalhadas pelo Show.

02-bd-wong-mr-robot.w529.h352

Os atores.

  Rami Malek representa Elliot Alderson; com uma intensidade e fragilidade em sua atuação de método. Christian  Slater é uma performer incrível do seu próprio jeito,  como o chefe de uma aliança subterrânea de hackers de computador chamado FSociety.  Há também Tyrell Wellick, interpretado por Martin Wallström, que é perfeito para a reprodução de um yuppie corporativa de dia e um psicótico de noite. E o assustador e estranhamente carismático Vera rouba acena toda vez que aparece com seus discursos de criminoso filosófico e imoral.

112033.186947-Mr-Robot

O risco.

 A revolução causada pelo HBO a uma década e meia atrás gerou seriados de TV mais corajosos e dispostos a aceitar riscos que nem mesmo o cinema de vanguarda estava tomando na época. Esses experimentos quando bem sucedidos, transbordaram para a TV aberta e cinema, causando a nova onda de personagens de raças, culturas e gêneros geralmente ignorados pela mídia visual. Esse ano GOT exibiu sua temporada mais centrada em episódios femininos da história do programa, a Disney anunciou o elenco todo negro de Pantera Negra, e a Netflix lançou trailers incríveis, mostrando mais investimento em Lucke Cage que em Jessica Jones.

Mr.Robot vai um pouco além com um protagonista que tem e aparenta ter descendência árabe. Um protagonista que tem problemas emocionais e psicológicos, mas não é “..o tipo bonitinho de louco..”.

As perguntas levantadas e criticas vão além do argumento liberal contra grandes corporações. Através da fictícia  Fsociety, as consequências e mentalidade por trás das ações de grupos como Anônimos são analisadas e sua moral questionada.

Fica para cada um decidir se esses heróis estão legitimamente tentando criar um mundo melhor e mais livre, ou se são movidos por adrenalina e sede por poder e por glória.

tumblr_ntluk2UwIx1s0gdquo1_1280

Com fotografia, trilha sonora, gráficos, efeitos visuais e edição impecáveis e inspirados, da gosto ser fan de

logo

#mr.robot #hbo #netflix #hacker #wallstreet #ramimalek #christianslater #martinwallström #fsociety #anonimos  #yuppie #got #gameofthrones #luckecage #jessicajones #panteranegra #marvel #disney

Os comentários estão encerrados.