A nova seria da Netflix, é uma poderosa mensagem de aceitação embrulhada em um pacote de luta livre

harry2.fw
JK Rownling diz que existem 2 Harry Potters
junho 23, 2017

A nova seria da Netflix, é uma poderosa mensagem de aceitação embrulhada em um pacote de luta livre

glow2

glowVocê só tem que assistir a um episódio do Glow da Netflix para perceber que a luta livre é um coadjuvante. A nova comédia, co-criada por Liz Flahive e Carly Mensch e produzida por Jenji Kohan de Orange is New Black , segue o mesmo modelo; usando exagero para contar histórias profundamente pessoais sobre seus personagens externamente “peculiares”.

Mas Glow e OITNB se destacam por mostrar que seus personagens são tão não-convencionais quanto o resto de nós; Eles são defeituosos, engraçados e fodidos, como qualquer outra pessoa no planeta.

Mulheres brancas fortes podem ser o ponto de entrada da audiência em ambos os shows, mas, assim como a OITNB , a alegria do show está em sua dinâmica de conjunto. Observar como essas mulheres combatem com as expectativas da sociedade e esteriótipos raciais, de gênero e de aparência, e encontram maneiras de subvertê-los ou apropria-los .

Um exemplo é o personagem Sheila, que foi descrita como tendo “dismorfia das espécies”, e quando Ruth – lutando para encontrar um insulto para expressar sua frustração – chama Sheila de lobo em vez de aberração, é claro que em vez de se ofender, Sheila se sente verdadeiramente vista, Talvez pela primeira vez em sua vida. Isso é uma coisa poderosa!

É uma cena emocionante que encapsula perfeitamente a humanidade e o coração do show; Todos nós somos estranhos, mas isso não define quem somos como pessoas ou nosso valor no mundo.

Os comentários estão encerrados.